Etiqueta: SEI

ISD Brasil credencia mais um avaliador de alta maturidade para CMMI

Desde 2007 o SEI – Software Engineering Institute – entidade que regulamenta a adoção do CMMI® globalmente, tornou mais robusto e exigente o critério para credenciamento de avaliadores, em especial para avaliadores de alta maturidade ou high maturity lead appraisers – hmla – aqueles aptos a liderar avaliações de nível 4 e 5 do CMMI (o que o mercado chama de certificação de CMMI).

Esses critérios passam por diversos cursos realizados no exterior, provas escritas, experiência prática (inclusive em avaliações de alta maturidade e conceitos estatísticos) e culminam com uma prova oral, realizada por uma banca examinadora do SEI, onde a parte conceitual e prática é colocada à prova.

Poucos profissionais no mundo passam por todo esse processo, são aprovados e possuem essa credencial. Apenas três no Brasil – Carlos Caram, que foi o primeiro brasileiro credenciado pelo SEI e um dos precursores desse movimento no Brasil. Renato Vasques, o primeiro a se credenciar como avaliador de CMMI e reconhecidamente uma autoridade no assunto. E agora André Pinho, consultor da ISD Brasil com grande experiência na implementação de práticas de alta maturidade, conceitos estatísticos, Six Sigma e gestão de projetos, inclusive em empresas com métodos ágeis. André é avaliador autorizado para os modelos CMMI nas modalidades Desenvolvimento (DEV), Serviços (SVC) e Aquisição (ACQ), além do modelo eSCM para “Sourcing”.

A ISD Brasil permanece como a única empresa no Brasil a contar em seus quadros com avaliadores de alta maturidade brasileiros – temos a certeza de que isso não se dá por acaso.


CMMI 1.3 – Análise de mudanças e impactos

CMMI 1.3 – Mudanças e Impactos

O SEI – Software Engineering Institute, instituto de pesquisa norte-americano de grande prestígio na área de tecnologia da informação e administrador do CMMI e seus produtos e serviços, vem anunciando nos últimos meses a chegada ao mercado da versão 1.3 do referido modelo, prevista para o novembro de 2010. Com isso, organizações do mundo inteiro que estão implementando programas de melhoria de processos baseados na versão 1.2 do CMMI, seja ele o DEV (desenvolvimento), o SVC (serviços) ou o ACQ (aquisição), necessitam iniciar seu planejamento no sentido de efetuar as alterações necessárias para adaptação à nova versão do popular modelo de melhores práticas.

A Integrated System Diagnostics Brasil (ISD Brasil), subsidiária da ISD Inc, um dos maiores parceiros do SEI em número de credenciais no mundo, seguindo sua política e seus valores de levar não somente a informação ao mercado, mas também prover uma apropriada análise e consequente conjunto de recomendações, preparou este artigo para que o mercado brasileiro envolvido com melhoria de processos possa planejar sua transição entre as versões do CMMI de maneira a minimizar quaisquer impactos possíveis e ainda usufruir dos eventuais benefícios da nova versão do modelo.

Clique aqui para fazer o download do texto completo.


Quem precisa de qualidade em serviços ?

Na última edição do evento SEPG Conference nos EUA em março de 2010, o tópico que tomou conta das apresentações e conversas foi o “debut” do CMMI-SVC (ou CMMI para serviços)  no mercado mundial. Para aqueles que ainda não sabem, trata-se de um novo modelo da constelação CMMI que cobre assuntos relacionados aos serviços, como por exemplo capacidade, SLAs, disponibilidade, incidentes, entre outros temas. Uma questão que surge é: quem de fato precisa de um modelo para gestão de serviços? A resposta é simples: todos precisam!

Salvo raríssimas exceções, é fácil para as pessoas lembrarem de péssimos serviços prestados em quaisquer segmentos.  Exemplos que estão no dia a dia das pessoas são:

1) Tentar cancelar um cartão de crédito ou TV por assinatura

2) Conseguir realizar com êxito o “recall” de um veículo

3) Ser “bem atendido” em uma consulta em um hospital, mesmo que seja privado e pago

4) Conseguir trocar uma mercadoria sem ter que explicar boa parte de sua vida

Entre inúmeros outros exemplos.

O mercado precisa evoluir drasticamente sua maturidade na prestação de serviços de qualquer natureza, e o CMMI-SVC pode ser um caminho para essa evolução.

Para assistir a uma animação sobre o tema, acesse http://www.youtube.com/user/ISDOnlineTV#p/u/0/CIuDv6Qna-M


Copyright © ISD Brasil. Todos os direitos reservados.